Portfólio

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages
mtheme_portfolio

África do Sul

A África do Sul já é um país relevante no cenário vinícola mundial, ocupando entre a 7º e 9º posição no ranking de países produtores, em volume. As influências marítimas, o clima temperado mediterrâneo, a diversidade de solos e a biodiversidade da região garantem as condições ideais para vinhos únicos.

Branco

Destaque

Aqui estão os produtos em destaque, são produtos selecionados especialmente pra você!

Destilados

País

Países produtores de vinho.

KWV Proud Pioneers

Fundada em 1918, a KWV nasceu como uma pequena cooperativa com a visão de melhorar os padrões da indústria do vinho e qualidade na África do Sul e atualmente é um produtor mundialmente conhecido com mais de 100 produtos em seu portfólio. Suas uvas são originárias das regiões viníferas mais procuradas da África do Sul e cultivadas a partir de solos muito antigos. Suas adegas são conhecidas pelas grandes estruturas. A famosa Adega da Catedral produz uma premiada gama de produtos da vinícola. Os vinhos KWV unem toda tradição com inovação e sabores contemporâneos, conquistando, ao longo de do tempo, os consumidores mais exigentes tanto locais como internacionalmente.

Rússia

Uruguai

Localizado em uma região geográfi ca privilegiada para o cultivo de uvas, o Uruguai está na mesma faixa de latitude de grandes países produtores como Argentina, Chile, entre outros. Com uma história de 250 anos de produção, foram os imigrantes franceses e espanhóis que trouxeram a viticultura para o país.

Navarro Correas

A história da Navarro Correas remonta ao ano de 1798, quando Don Juan de Dios Correas, com grande entusiasmo e paixão, plantou suas primeiras videiras em terras localizadas aos pés da Cordilheira dos Andes. Em 1974, Don Edmundo Navarro Correas, descendente da família, decidiu produzir vinhos com o seu próprio nome. Ele foi inspirado pela arte para criar uma das primeiras linhas de vinhos premium da Argentina. Até hoje, cada um dos vinhos é concebido com a filosofia e o espírito único de Don Juan.

Almaviva

Almaviva é o resultado do afortunado encontro entre duas culturas. O Chile oferece sua terra, seu clima, e seus vinhedos, enquanto a França contribui com os conhecimentos técnicos de vinificação e suas tradições. Os vinhos são elaborados a partir de blends de três variedades clássicas de Bordeaux . O resultado são vinhos de elegância excepcional e complexidade. Seu lançamento foi um enorme impulso para o desenvolvimento dos vinhos chilenos nos mercados internacionais.

Baron Philippe de Rothschild

A prestigiada marca francesa Baron Philippe de Rothschild se instalou no Valle do Maipo em 1990 e tem cada vez mais se solidificado por suas tradições de vinificação francesa em solo chileno. Localizadano centro de um vinhedo de 60 hectares, a trinta quilômetros de Santiago, a vinícola une a experiência adquirida por anos na França aos solos chilenos, o que só contribui para revelar um produto de excelência e elegância. Atendendo às exigências de qualidade, a empresa bordolesa apresenta três linhas de vinhos varietais e bivarietais. As castas principais cultivadas são Cabernet Sauvignon e Syrah, as quais encontraram no solo da região condições ideais. O processo de vinificação segue os preceitos dos grandes châteaus franceses, sempre objetivando a conservação da integridade e essência das uvas.

La Causa

Este projeto surge principalmente de uma causa: ir ao resgate de variedades ancestrais, originárias do Vale do Itata. Aprender com seus agricultores e acrescentar novas técnicas de vinificação para obter o melhor resultado no produto. O Vale do Itata representa um patrimônio histórico-cultural inédito em outras regiões do mundo. La Causa nasce com a convicção de que é possível resgatar variedades de patrimônio. Algumas variedades chegaram ao Chile há mais de 500 anos, mostrando que é possível produzir excelentes vinhos, capazes de serem reconhecidos internacionalmente por sua qualidade, identidade e história. O pilar de La Causa é o trabalho em conjunto com os pequenos agricultores do Vale do Itata, de quem aprende-se as mais antigas tradições vinícolas do vale.

Miguel Torres Chile

Presentes em mais de 100 países, a vinícola familiar Miguel Torres Chile consolidou-se nestes 30 anos como uma das principais vinícolas produtoras de vinhos de qualidade no Chile, através da identidade de seus produtos, respeito ao meio ambiente e com responsabilidade social. Com o respaldo de uma grande história e cultura de vinhos na Espanha, Miguel Torres chegou ao Chile em 1979 no Vale do Curicó, a procura de um novo destino. Nesta viagem, além de encontrar excelentes condições climáticas, a família encontra a possibilidade de inovar na região, sendo os primeiros a incorporar tanques de aço inoxidável e carvalho francês. Com base no Comércio Justo, Sustentabilidade e Inovação, a vinícola mantém dentro de seus pilares conceitos que marcaram a história e produção.

Familia Torres

Desde a sua origem como enólogos em 1870, a família Torres combina tradição e inovação na produção de vinhos e brandys de prestígio, trabalhando sempre com o máximo de respeito pelo meio ambiente. Enraizada em Penedès há mais de três séculos, possui vinhedos também em Conca de Barberá, Priorat e Costers del Segre. Hoje, a quinta geração se concentra em recuperar variedades ancestrais e continuar produzindo vinhos de vinhedos únicos. A Familia Torres é membro da Primum Familiae Vini, uma associação que integra 11 das famílias centenárias produtoras de vinhos mais reputadas do mundo.

Jean Leon

Fundada em 1969 por Carrión Ceferino Madrazo, o renomado Jean Leon, espanhol dono de um dos restaurantes mais famosos de Hollywood, o legendário La Scala. Sua história teve início em 1964 quando Jean Leon comprou 150 hectares de terras em Penedès e começou produzir seu próprio vinho para o seu restaurante, em uma pequena vinícola. Sua visão além do seu tempo (muitas vezes incomprendida) o levou a retirar todas as suas vinhas antigas e decidiu plantar vinhas provenientes da França. Com isso, Jean Leon foi o primeiro a plantar as variedades Cabernet Sauvignon e Chardonnay na Espanha. Ele, assim, revolucionou o vinho espanhol, trabalhando com métodos franceses de produção e fermentando vinhos em barris de carvalho francês, mesmo os brancos. Desde 2008 iniciou a conversão de seus vinhedos ao cultivo orgânico alcançando, em 2012, a certificação em todos os produtos.

Lacrima Baccus

Fundada pela família Raventós Poch em 1890, a vinícola pequena e familiar se tornou um negócio quase 100 anos depois. Hoje possui vinhedos próprios, instalações modernas, de última tecnologia e é reconhecida nacional e internacionalmente pela qualidade de seus produtos.

14 Hands Winery

A inspiração da marca vem de uma época em que os cavalos selvagens passeavam livremente pelas colinas do leste do estado de Washington. Esta paisagem única e bela deu às videiras da vinícola o espírito e tenacidade que originam vinhos tintos arrojados e brancos frutados. Em suas garrafas a 14 Hands realça a história única dos vinhos de Washington, que são reconhecidos por sua Força, Persistência e Espirituosidade. Os rótulos vêm com ilustrações de cavalos que representam toda a elegância e qualidade dos vinhos.

Marimar Estate

Aninhada nas colinas do oeste do condado de Sonoma, a região tem um microclima perfeito para o cultivo de Chardonnay e Pinot Noir. A apenas 10 milhas do Oceano Pacífico e 50 quilômetros ao norte de São Francisco, a região é influenciada pela brisa refrescante do mar. Por este motivo Marimar selecionou este local privilegiado para “exportar” o legado da família Torres de vinhos de excelência para a Califórnia. Marimar foi morar na Califórnia em 1975 e depois de dois anos de busca, adquiriu a propriedade e iniciou o cultivo das vinhas, as quais alcançam 60 hectares, sendo 30 de Cardonnay e 30 de Pinot Noir.

Baron Philippe de Rothschild

Sedidada em Bordeaux, na França e administrada por uma das famílias mais prestigiadas do mundo do vinho, a Baron Philippe de Rothschild apresenta vinhos únicos ao mercado mundial. Sua história começa em 1853, quando o Barão Nathaniel de Rothschild compra uma propriedade em Bordeaux e a nomeia Château Mouton Rothschild. Sempre motivados por uma constante ambição em produzir os melhores vinhos da região, a cada geração a família traz a cultura e tradição na arte de vinificar, ao mesmo tempo que modernizam e trazem inovação para as vinícolas da família, criando marcas de sucesso. Assim tornou-se uma vinícola conceituada e a maior exportadora de vinhos de Bordeaux.

Domaines Paul Jaboulet Aînê

Contar uma história a cada vinho. Esse é o objetivo de Caroline Frey, atual proprietária e enóloga da vinícola. Não há grandes vinhos sem grandes uvas. Na Domaine Paul Jaboulet Aîné, a cultura da vinha é o coração da produção: cada vinha deve ser capaz de amadurecer suas uvas nas melhores condições e extrair do solo o seu sabor. Nos últimos anos todos os esforços foram direcionados para minimizar o impacto ambiental da vinícola. A excelência dos vinhos Paul Jaboulet é baseada em frutas de alta qualidade, sublimada por uma cuidadosa vinificação e uma criação de grande elegância, representando a maior expressão dos vinhos do Rhône, com equilíbrio, complexidade e longevidade.

Ravoire & Fils

A empresa familiar é especializada em produção de vinhos no Rhone e Provence. Herdeira de um know-how centenário, a família Ravoire exporta para quase 50 países. Roger Ravoire fundou em 1987 a French Escape – Ravoire & Fillsem com a ajuda de sua esposa Francine. Em 2004 seu filho Olivier entrou para o negócio da família, trazendo modernidade aos rótulos. A vinificação ocorre de forma cuidadosa, com a preocupação de revelar o potencial de cada um dos terroirs. A criação de cada vinho é refinada ao longo dos meses até seu engarrafamento. Os vinhos da casa são conhecidos por sua capacidade de protagonizarem degustações a sós ou harmonizarem com o melhor da gastronomia mundial.

Borgo SanLeo

Borgo SanLeo é uma marca que representa algumas das mais importantes regiões vinícolas italianas e oferece uma ampla seleção das mais conhecidas castas, do Friuli à Sicília. Considerada uma marca moderna e de muita personalidade, atende bem ao público jovem e àqueles que estão abertos a novidades, assim como buscam por um produto de qualidade. A empresa se destaca pelo equilíbrio em seus vinhos e pelo carisma do consumidor com a marca. Garantem qualidade com a sua origem territorial e versatilidade de seus vinhos, que podem acompanhar desde pratos tradicionais italianos à uma cozinha mais atual e criativa.

Castello del Poggio

A vinícola Castello del Poggio está localizada em um território extraordinário, reconhecido por séculos como símbolo da vitivinicultura italiana de alta qualidade, com suas videiras autóctones de excelência, tais como: Barbera, Dolcetto, Moscato d’Asti e Grignolino. Sua maior área continua no Piemonte e recebeu o nome da antiga fortaleza medieval de propriedade da família nobre Conti Bunèis. As vinhas têm vista para o Valle del Temp, um extraordinário anfiteatro natural que pertenceu à ordem dos Templários em 1300 e que é, nos dias atuais, totalmente dedicado ao cultivo de uvas.

Castello di Albola

Paisagem inigualável, testemunha da história que remonta à Idade Média, vilas e castelos excepcionalmente belos, colinas delineadas por vinhas: no coração do Chianti Classico está Castello di Albola, construído no século 15 pela família Acciaioli e transformado durante o Renascimento em uma vila esplêndida. De propriedade da Família Zonin desde 1979, o Castello di Albola pertenceu às mais nobres famílias toscanas e hoje produz grandes e expressivos vinhos.

Masseria Altemura

Masseria Altemura está localizada no centro da D.O.C. “Primitivo di Manduria”, no coração da península de Salento, uma extensão da Puglia entre dois mares: o Adriático e o Jônico. A fazenda é uma realidade em plena evolução que respira o Salento, que compartilha a brisa do mar e a terra vermelha da Puglia e que mistura o barroco com a elegância do Oriente tendo como principal aliado o sol. A missão da Masseria Altemura é transmitir uma nova imagem para os vinhos emblemáticos da Puglia, preservando tradições e aliando modernidade aos mesmos.

Michele Chiarlo

Desde 1956 Michele Chiarlo vinifica a essência do Piemonte, desenvolvendo a mais incrível região vinícola do mundo. Tradição e disciplina. Leveza e paixão. Cuidar do ambiente, da arte e da comunidade. Sustentabilidade e inovação. Com 110 hectares de vinhedos entre Langhe, Monferrato e Gavi, possuem os melhores crus, respeitando totalmente os critérios ecológicos, o terroir e toda sua expressão.

Tenuta Ca’ Bolani

Localizada na extensão mais importante do Norte da Itália com uma área total de cerca de 550 hectares de videiras foi a primeira vinícola adquirida em 1970 fora do Vêneto pela família Zonin, tornando-a uma das mais preciosas da viticultura do Friuli. A área em que está localizada a vinícola Ca’ Bolani é parte de uma área particularmente favorável para a produção de vinhos de qualidade, pois se enquadra na chamada zona climática ‘Alpha’, onde as somas térmicas encontradas correspondem às de outras áreas vitivinicultoras europeias. Ou seja, os vinhos produzidos nesse terroir são sempre elegantes e com personalidade única.

Quinta das Arcas

A Quinta das Arcas foi constituída na década de 80 por Esteves Monteiro no seguimento de um trabalho iniciado na década anterior de restruturação da agricultura da família, com um forte enfoque no emparcelamento e implementação de uma viticultura moderna. Ao longo deste tempo a empresa deu especial atenção à área produtiva, seguindo desde cedo um caminho de melhoria da qualidade e minimizando o impacto na natureza. Com uma produção total com cerca de 2.000.000 de litros, a Quinta das Arcas é hoje uma empresa com as bases bem estabelecidas para um futuro próspero no mercado global de vinhos de qualidade.Suas vinhas estão localizadas em um terroir único para a região, onde o xisto ganha espaço frente ao tradicional solo granítico da região.

Quinta do Ataíde

Desde o início do século XVIII a Quinta do Ataíde ocupa mais de 100 hectares de terra no vale da Vilariça. Inserida entre olivais e vinhas, esta propriedade remonta aos primórdios da agricultura na região. Nesta localidade, além do xisto é possível encontrar diversos tipos de solo e de pH quase neutro, em contraste com grande parte da região do Douro onde os solos tendem a ser ligeiramente ácidos. Todos estes fatores dão origem aos sabores únicos e específicos dos vinhos do Ataíde.

Rio Belo

Rio Belo é produzido a partir de uvas das castas tradicionais do Douro provenientes das vinhas da família Symington localizadas em vários pontos do Vale do Douro, principalmente nas sub-regiões do Cima Corgo e do Douro Superior .

Narbona

Um lugar onde todos os sentidos se despertam para vivenciar uma experiência sensorial única, marca registrada da Narbona. A vinícola, com extensão de 50 hectares, está localizada na fazenda original datada de 1909, onde Juan de Narbona fundou uma das primeiras adegas do país. Fiéis à tradição, em 1990 a propriedade foi revitalizada. Em 1998 teve início o plantio de novos vinhedos e em 2010 uma adega ganhou forma na propriedade original para a elaboração exclusiva de seus vinhos especiais.

Beluga

A Beluga é uma vodka nobre russa e uma das mais famosas no mundo inteiro. Desde 2002, quando foi elaborado o primeiro lote da bebida, a marca traz seu caráter único, devido, principalmente, a sua composição legitimamente russa, a base de álcool de malte e a mais pura água proveniente de poços artesianos siberianos. A água, aliás, é um dos componente chave de sua composição. Mas, há ainda segredos que não são revelados e que fazem está bebida ser tão apreciada! Resultado do trabalho árduo dos mestres da Mariinsky Distillery.

Argentina

Tradicional e famosa por seus malbecs poderosos e cabernets elegantes, a Argentina vem cada vez mais diversifi cando o seu modo de produzir vinhos. Explorando novos terroirs e buscando trazer inovação no método de produção de seus vinhos, ainda agrada muito ao paladar dos consumidores brasileiros pelas suas características tradicionais.

Chile

A história da vitivinicultura no Chile tem mais de 500 anos, com a chegada dos espanhóis, trazendo cepas da espécie Vitis vinifera para plantar e produzir vinhos. Esse é um país de geografi a muito peculiar, cuja singularidade é de extrema importância para entender o papel do Chile no mundo do vinho.

Espanha

Um dos países produtores de vinhos mais conhecidos do mundo, a Espanha caracteriza-se pela tipicidade de seus vinhos. Em cada região e a partir de cada uva, produz vinhos únicos e variedades conhecidas e aclamadas em todo o mundo. Também há diversidade nos estilos produzidos, devido ao clima e às características de solo distintas por todo o país.

E.U.A.

Ao aportar na América do Norte, os primeiros nórdicos encontraram espécies selvagens de videiras e chamaram o país de Terra das Vinhas. Hoje, é uma das mais importantes regiões vinícolas do mundo. Na Califórnia, Washington e Oregon concentram-se a maior parte da produção de vinhos do estado.

França

Dentre suas dezenas de regiões vinícolas e centenas de denominações de origem, a França organizou o panorama mundial vinícola com seus sistemas, classificações e métodos de vinificação próprios, levando a produção de vinhos a um novo patamar de qualidade. Com sua diversidade, produz vinhos de diferentes estilos e preços em cada região.

Itália

A Itália possui uma gama extensa de uvas nativas e centenas de denominações de origem, espalhadas por todo o país. O sistema de denominação de origem italiano rotula os vinhos em níveis de qualidade. O país é dividido em 20 regiões vinícolas e cada uma delas tem suas características e tipicidades a oferecer para os amantes do vinho.

Portugal

Com cerca de 14 regiões vinícolas bem defi nidas, Portugal sempre foi conhecido mundialmente pelos seus vinhos fortifi cados. Hoje o país já traz boas surpresas com vinhos brancos e tintos de qualidade superior. Cada região produtora produz vinhos de estilos e identidades diferentes, trazendo assim uma gama ampla de vinhos para todos os gostos. Com mais de 200 castas nativas, fica fácil produzir vinhos de caráter único e identidade própria.

Tinto

Tipos de Vinhos

Colheita Tardia

Vinho do Porto

Blend Branco

Blend Tinto

Espumante

Rosé

Vinícolas

Warre's

Nascida do sonho de dois ingleses, William Burgoyne e John Jackson, que inicialmenteexportavam vinhos, azeite, fruta, bacalhau seco e produtos ingleses de lã, a Warre's, no o final do século XVIII, já havia se tornado uma das principais empresas de produção de vinho do porto. Enquanto a maioria do Porto trabalha com métodos modernos usando tecnologia de vinificação de última geração, uma pequena proporção ainda é produzida pelo método consagrado pelo tempo com a pisa em lagares de pedra. Isso explica toda a qualidade de seus vinhos e o porquê continua produzindo alguns dos melhores portos do mundo.